phmb


Go to content

álcool 70

Álcool – Etílico 70% e Isopropílico 92% Desinfetante e Anti-séptico Hospitalar


Conceitos Básicos:

Desinfecção

É o processo de destruição de microorganismos patogênicos na forma vegetativa, presentes em superfícies inertes, mediante aplicação de agentes químicos e físicos.


Microorganismos Patogênicos

São microorganismos com características de alta virulência ou alta transmissibilidade, como os que secretam exotoxinas, liberam endotoxinas, formam capsulas entre outras.


Desinfetante

São agentes químicos capazes de destruir microorganismos na forma vegetativa existentes em superfícies inertes.


Anti-sepsia

É o processo pelo qual utiliza-se substâncias providas de ação letal ou inibitória da reprodução microbiana, de baixa causticidade e hipoalergência na pele e mucosa.


Anti-séptico
São agentes químicos capazes de destruir microorganismos existentes em tecidos vivos.

Álcool - Etílico 70% e Isopropílico 92%

Mecanismo de Ação

O álcool nas formulações acima possuem princípio ativo recomendados pelo Ministério da Saúde. Em concentrações apropriadas os álcoois possuem mais rápida e maior redução nas contagens microbianas. Destrói bactérias vegetativas, tanto pela desnaturação protéica quanto pela interferência no metabolismo bacteriano. Fungos e Vírus são também destruídos pelo álcool, mas esporos bacterianos podem ser resistentes. Quanto maior o peso molecular do álcool, maior ação bactericida.

Um esfregão vigoroso de um minuto com álcool em quantidade suficiente para molhar as mãos completamente, tem se mostrado como o método mais efetivo para anti-sepsia das mãos. Na verdade, um minuto de imersão ou fricção das mãos com álcool é tão eficaz como 4 a 7 minutos de preparação da pele com outros anti-sépticos, na redução do número de bactérias na pele; a lavagem com álcool durante 3 minutos é tão eficaz como 20 minutos de escovação.

Embora os álcoois não deixem efeitos químicos persistentes na pele, a contagem bacteriana em mãos esfregadas com álcool continua cair durante algumas horas após calçar as luvas, provavelmente como resultado da morte contínua dos organismos danificados.

Álcoois nas concentrações de 70% (etílico) e 92% (isopropílico) tem excelente atividade contra bactérias gram positivas e negativas, boa atividade contra
Mycobacterium tuberculosis, fungos e vírus, além de serem baratos.

Álcool 70% possui concentração ótima para atividade microbicida, pois a desnaturação das proteinas do Micro-organismo faz-se mais rapidamente na presença da água e é também viruscida.

Estudos mostram a redução de 99% da flora da pele, sendo de baixa irritabilidade cutânea, principalmente quando utilizado com um emoliente (1% de glicerina). É irritante de mucosa.

Indicação do Álcool como Antisséptico
Para degermação das mãos da equipe entre procedimentos quando da impossibilidade da lavagem das mãos. Na degermação das mãos o álcool deve ser esfregado vigorosamente nas mãos até secar (cerca de 30 segundos). O álcool não remove sujeira ou matéria orgânica. Para pele em procedimentos de baixo e médio risco. Antes de colocar luvas.

Como preparar o álcool 70 (álcool etílico a 70%) em casa

A um litro de álcool 92,8°INPI comprado em supermercado, adicionar um copo de plástico de requeijão de 200g cheio de água até o topo, quase derramando (aproximadamente 225mL). Utilizar uma garrafa vazia e limpa de refrigerante de 1,5L ou 2L para a mistura. Ao final, adicionar cerca de 20mL de glicerina bidestilada (ou farmacêutica), que corresponde a duas medidas cheias dos copinhos-medida normalmente fornecidos em xaropes. Tampar a garrafa e agitar até homogeneizar. Colocar o álcol em um frasco pulverizador. Está pronto para uso.


Higiene e Saúde | quimicoluiz@yahoo.com.br

Back to content | Back to main menu